Quantcast
Clínicas Dentárias

Como pode tomar partido das redes sociais na medicina dentária?

As redes sociais cada vez mais uma parte da medicina dentária, possibilitando as clínicas a usá-las em seu benefício, afirma Nilesh Parmar.

As redes sociais são cada vez mais uma parte da medicina dentária, possibilitando as clínicas a usá-las em seu benefício, afirma Nilesh Parmar − que escreveu uma tese sobre o assunto − num artigo da Dentistry. Na sua visão, os potenciais novos pacientes são mais propensos a encontrar as clínicas e verificar as contas nas redes sociais antes de visitar o site. Muitos vão preferir até fazer contacto através destas plataformas do que fazer uma chamada telefónica, explica.

No caso prático das clínicas privadas de referenciação de implantes que gere, a análise mostrou que existiam dois tipos de seguidores: outros médicos dentistas interessados em olhar para os estudos de caso e pacientes que estão interessados nas imagens do antes e do depois.

As plataformas utilizadas por cada clínica diferem dependendo do público-alvo. Se o foco for os grupos com mais idade, o Facebook é considerado por Nilesh Parmar como a melhor opção. Já o Instagram e o Youtube são os melhores para partilhar imagens e vídeos do trabalho. Para aqueles que querem atrair pacientes mais jovens, o Tiktok está a tornar-se cada vez mais relevante. Depois, claro, há o Linkedin e fóruns com foco dentário. Estes são ótimos para conexão com os pares – e para recrutar novos membros para a equipa.

Para cada um destas plataformas, a responsável aconselha criar diferentes estilos de publicações, ajustadas a cada uma. Também aconselha a que seja criado uma própria voz e estilo na comunicação online, que consiga atrair atenção, mas que também seja considerada a correta para cada clínica.

Cada vez mais, na sua visão, os pacientes querem interagir com as clínicas através do online.

“Não preciso de convencer os profissionais dentários de que as redes sociais estão a crescer em importância, e aqui para ficar. No entanto, posso ajudar a dar conselhos sobre como devem abraçá-lo, e qual a melhor forma de aproveitá-lo”, afirmou a especialista.

“Ignorá-lo já não é uma opção”, concluiu Nilesh Parmar.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?