Quantcast
Médicos Dentistas

Como melhorar a comunicação com os pacientes?

Como podem o médico dentista e o paciente melhorar a comunicação e, consequentemente, a relação entre ambos?

Uma queixa comum entre os médicos dentistas prende-se com o facto de os pacientes não ouvirem e não seguirem o que lhes dizem. Já os pacientes queixam-se frequentemente dos sermões que lhes são dados. Dessa maneira, como poderão melhorar a comunicação e, consequentemente, a relação entre ambos? O portal Dentistryiq dá quatro dicas nesse sentido.

  • Pedir permissão – Uma forma rápida de alterar como os pacientes percecionam o médico dentista passa por pedir permissão. Por exemplo, questões como “Posso olhar para dentro sua boca? permitem que o paciente se sinta mais envolvido e interessado no processo;
  • Não bombardear pacientes com informação – Um estudo descobriu que 40 a 80% da informação providenciada por profissionais de saúde é imediatamente esquecida e que apenas 50% da informação retida é corretamente lembrada. Dessa maneira, o portal aconselha a que a comunicação seja focada em uma ou duas coisas de cada vez;
  • Iniciar conversas centradas nos pacientes – Fazer perguntas abertas é uma forma de aprender mais sobre o paciente e pode ajudar o paciente a chegar às suas próprias conclusões em vez de ser-lhe dito o que fazer. Tal, segundo o portal, motiva o paciente a mudar uma vez que são mais prováveis de fazer algo que eles ouviram eles mesmos a dizer;
  • Praticar escuta ativa – Escutar ativamente significa ouvir, perceber e reter informação completamente e estar totalmente presente quando a outra pessoa está a falar e não a julgar. No final, resumir e clarificar o que foi ouvido.  Tal faz com que os pacientes sintam mais sintonizadas com as preocupações e não sintam que a sua opinião é desvalorizada.
Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?