Quantcast
OMD

Comissão Europeia esclarece dúvidas sobre vacinas da covid-19

A vacina da Pfizer, aprovada pela Agência Europeia do Medicamento e pela Comissão Europeia, começou a ser administrada a 27 de dezembro em todos os estados-membros, incluindo Portugal.

Desenvolvida pela Pfizer e BioNTech, a Cominarty resulta de um ensaio clínico que envolveu 44 mil participantes, tendo obtido uma eficácia de 95%, incluindo em indivíduos que apresentam maior risco de desenvolverem sintomas graves da doença de covid-19, como diabéticos, asmáticos e obesos. A vacina é administrada com duas injeções no braço com, pelo menos, 21 dias de intervalo.

Para esclarecer a sociedade sobre o processo de autorização condicional de introdução no mercado desta e de outras vacinas covid-19 que venham a ser aprovadas, a Comissão Europeia (CE) disponibilizou um conjunto de “Perguntas e Respostas”. Estas podem ser consultadas no site da Comissão Europeia.

Além da informação sobre os processos em curso, a CE explica a diferença entre a Autorização Condicional de Comercialização da UE e as Autorizações para Uso de Emergência.

Na secção Safe covid-19 vaccines for Europeans, a CE apresenta um guia que visa desmistificar dúvidas quanto à segurança e eficácia da vacinação. Nesta página, é possível encontrar a opinião dos especialistas, os factos sobre as vacinas, a estratégia europeia de vacinação, entre outras informações.

Recorde-se que a primeira fase de vacinação abrange todos os profissionais de saúde, incluindo médicos dentistas. A medida surge na sequência de uma reunião que aconteceu a 11 de dezembro entre a Ordem dos Médicos Dentistas (OMD) e a task force para a elaboração do plano de vacinação contra a covid-19 em Portugal. O acesso será definido através de parâmetros como a idade ou maior risco de exposição.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?