Medicina Dentária

Brain and Hands: o projeto que quer ajudar os médicos dentistas a pensar “pela própria cabeça”

Jorge André Cardoso, Rui Negrão, Paulo Júlio Almeida e Alessandro Devigus lançaram recentemente a plataforma ‘Brain and Hands’, um site onde se propõe partilhar a sua experiência em áreas como Reabilitação Oral, Estética Dentária, Dentisteria Digital e Fotografia Dentária com o objetivo de “ajudar mais dentistas” a desenvolver conhecimentos nestas áreas.

Em declarações à SAÚDE ORAL, Jorge André Cardoso explica que “aprender, pensar e partilhar conhecimento faz parte do tipo de pessoa que sou. Pensar sobre um problema, sobre eventuais soluções e apresentar uma perspetiva que seja lógica e simplificada é algo que tem feito parte da minha vida profissional há bastante tempo. Deixar algo publicado (em revistas científicas idóneas) é outra parte que continua a ser muito importante para mim. Entretanto surgiu o convite do Alessandro Devigus. A ideia de um projeto online, sólido, apresentado com seriedade científica, com autenticidade, que puxasse por uma parte densa (mas também bonita) da Medicina Dentária – a área do planeamento interdisciplinar – foi algo que não poderia recusar”.

O médico dentista refere que “o baixo nível intelectual, aliado a egos elevados, tem consequências negativas e que me têm desmotivado como profissional. O nível de discussão na classe, salvo raríssimas exceções, é muito pouco útil e raramente bem-intencionado ou desinteressado. Eu não quero isso para mim, nem para os meus pacientes, nem para os meus alunos. Recusar este convite seria perder a oportunidade de tentar fazer algo. Se o ‘Brain and Hands’ contribuir para tornar, nem que seja apenas um jovem médico dentista, um clínico que pense que pela própria cabeça, uma pessoa mais íntegra, mais feliz e mais honesta com os seus pacientes, já terá valido a pena.”

Rui Negrão e Paulo Júlio também fazem parte do projeto, mas de acordo com Jorge André Cardoso “há mais gente que vai contribuir”, nomeadamente com vídeos e artigos. O médico dentista não descarta a possibilidade de apostar em ações de formação e workshops associados à plataforma online, mas garante que “neste momento o objetivo são os conteúdos online.”

O médico dentista confessa ainda que desde que lançou o projeto lhe têm perguntado como vai ganhar dinheiro com a iniciativa. “Eu até percebo a pergunta, mas ‘they are missing the point’. Neste momento faço isto porque acho que é útil para muitos colegas. Certamente uma minoria, que partilha da mesma visão menos egocêntrica da profissão, mas com os quais me importo muito.”