Quantcast
Médicos Dentistas

Bastonário visita médicos dentistas a colaborar no “Rastreio colaborativo covid-19”

Bastonário visita médicos dentistas a colaborar no “Rastreio colaborativo covid-19”

O bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), Miguel Pavão, visitou, esta quarta-feira (2 de dezembro), as instalações da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte), para conhecer no terreno o projeto “Rastreio colaborativo covid-19”. Este modelo visa cortar as cadeias de transmissão na comunidade, através da realização de inquéritos epidemiológicos aos doentes positivos.

Segundo a nota publicada no site da OMD, os médicos dentistas “assumem neste processo o papel de líderes das equipas de operacionais”.

O projeto “Rastreio colaborativo covid-19” foi implementado há duas semanas e já realizou cerca de 9 500 inquéritos que permitem “garantir o isolamento dos casos positivos, a colocação em isolamento e cumprimento de todas as medidas preventivas por parte dos contactos de risco e a rápida concretização das tarefas burocráticas”, pode ler-se na mesma nota.

De acordo com Firmino Machado, coordenador do projeto, este rastreio funciona sete dias por semana, das 9h00 às 17h00, e tem ainda associada uma linha de apoio telefónica.

Este modelo de rastreio colaborativo conta com médicos dentistas, militares e técnicos superiores das autarquias, num total de 90 profissionais. “Após a formação dos candidatos, os médicos dentistas passam a liderar os restantes profissionais, que são distribuídos geograficamente por equipas de 25 pessoas. Atualmente, estão no ativo 11 médicos dentistas”, avança a OMD.

Na visita às instalações da ARS Norte, Miguel Pavão contactou com estes profissionais e salientar que os médicos dentistas são um “recurso útil e capacitado” e que tem “demonstrado uma enorme disponibilidade para colaborar no combate à pandemia”. Já o presidente da ARS Norte, Carlos Nunes, notou que a classe demonstra “entusiasmo e motivação” e que “sem os médicos dentistas não seria possível desenhar este projeto”.

O “Rastreio colaborativo covid-19” foi concebido por uma equipa de Saúde Pública do Porto Ocidental e está a ser implementado em a colaboração da ARS Norte. Tem realizado uma média diária de 500 inquéritos epidemiológicos, com o objetivo de isolar os casos confirmados e os respetivos contactos de alto risco em tempo útil.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?