Quantcast
Clínicas Dentárias

As Clínicas: Planos de tratamento personalizados

As Clínicas

Com mais de 35 anos de atividade, o grupo As Clínicas aposta em inovação e segurança, mas também na proximidade com os clientes. Numa passagem de testemunho de pais para filhos, o investimento tem sido uma prioridade, não só ao nível de maiores e melhores instalações, como em inovação tecnológica. A aposta na prevenção como futuro de uma boa saúde oral e o acompanhamento individualizado são valores que a equipa segue na prática clínica.

A primeira clínica do grupo – Presmedenta – foi fundada em 1986 pelos pais de dois dos atuais sócios-gerentes e situava-se na Praça Francisco Sá Carneiro, em Lisboa. Luís Manuel Alves Paulo, já falecido e a esposa Laura Aguiar Paulo, atualmente reformada, estiveram na génese de uma atividade que foi prosseguida pelos filhos Rafael e Luís. Devido ao crescimento do total de pacientes, houve a necessidade de encontrar um novo espaço para continuar a dar resposta aos pacientes e foi assim fundada, em 1994, a segunda clínica, na Avenida de Roma – a Euroroma. Em 2005, a gerência decidiu passar para umas instalações mais modernas, na Praça de Alvalade.

“Ao fim de 33 anos de funcionamento na Praça do Areeiro decidimos expandir e modernizar as nossas instalações, passando para a Rua Dr. Gama Barros, 27ª, junto à Avenida de Roma para um espaço com 300m2”, explica Rafael Aguiar Paulo, um dos atuais diretores. O novo espaço da clínica foi reconstruído de raiz com todos os pormenores pensados em prol do paciente, conta.

Estamos perante uma empresa familiar que passou sempre de geração em geração, daí que, em 2019, a gerência tenha sentido a necessidade de criar uma nova imagem e rebranding. Passou assim a intitular-se de “As Clínicas” e o novo espaço foi acompanhado de novidades, não só ao nível interno, como na personalização de planos de tratamento.

O grupo conta com várias especialidades clínicas, desde a medicina dentária, à medicina estética, mas também fisioterapia especializada em casos de articulação temporomandibular (ATM) e osteopatia. Outras valências foram introduzidas “no sentido de complementar os tratamentos médicos, como por exemplo, as massagens terapêuticas (drenagens linfáticas, pós-operatórios e estéticas)”, salienta Bruno Veloso.

Com uma equipa de 22 profissionais no âmbito da medicina dentária, oito dos quais assistentes dentários, a área de medicina estética conta com três elementos e no que respeita ao front desk e ao apoio ao paciente juntam-se mais três pessoas.

“Acreditamos que as consultas de rotina são a peça-chave para a sucesso da saúde oral” – Rafael Aguiar Paulo, diretor

Rafael Aguiar Paulo

A clínica localizada em Alvalade dispõe de quatro gabinetes de medicina dentária totalmente equipados e a clínica situada na Avenida de Roma dispõe de “um espaço decorado e projetado para que os pacientes se sintam em casa”, explica Luís Aguiar Paulo. A ideia passou por trazer um pouco da natureza para o interior da clínica, através da conjugação de vários elementos, como por exemplo, plantas, jardim vertical e o pavimento das zonas comuns que é alusivo a tábuas de madeira corridas.  “A iluminação de todo o espaço foi projetada para o total conforto da equipa e dos nossos pacientes”, sublinha. Com mais de 300m2, dois pisos, seis gabinetes de medicina dentária e um gabinete dedicado às especialidades, laboratório de prótese dentária e sala para exames complementares de diagnóstico, esta clínica encontra-se equipada com ortopantomografia e telerradiografia. “O espaço onde se situa a clínica foi construído de raiz para torná-lo mais confortável e adequado ao dia-a-dia da nossa equipa e pacientes.

Seguimos o conceito Less is more, pois, toda a decoração da clínica é minimalista”, acrescenta Bruno Veloso que partilha a direção do grupo com os colegas.

 

Aposta na proximidade com o cliente

Através de uma equipa multidisciplinar preocupada e atenta a cada caso e uma oferta variada de serviços de saúde que se complementam entre si, o grupo tem a política de disponibilizar o acompanhamento exclusivo antes, durante e após o tratamento, além de assegurar uma proximidade através do site e das redes sociais.  “A nossa presença nas redes sociais é diária e bastante ativa. Todos os dias são publicados conteúdos explicativos e informativos sobre as nossas especialidades e tratamentos médicos disponíveis nas nossas clínicas”, refere Bruno. Conscientes da importância do digital nos dias de hoje, a direção privilegia “esta ligação mais próxima e direta permitida através das redes sociais”.

Com uma génese de negócio familiar, também esta clínica abrange todos os elementos da família e várias gerações. “Temos vários pacientes que nos acompanham desde o início, tornando assim as nossas clínicas uma referência na zona de atuação. Já acompanhámos pais que agora são avós e filhos que agora são pais. É extremamente gratificante saber que famílias inteiras continuam a ser acompanhadas por nós”, adianta Luís Aguiar Paulo.

O facto de a atividade ter começado há mais de 35 anos tem permitido fidelizar o cliente. “O agendamento de consultas é feito de acordo com o plano de tratamento. Normalmente começa com uma consulta de higiene oral e caso seja detetada alguma patologia o paciente é encaminhado para o médico especialista. Concluído o tratamento, aconselhamos a marcação de uma consulta de rotina de acordo com a necessidade do paciente. Acreditamos que as consultas de rotina são a peça-chave para a sucesso da saúde oral”, refere Rafael Aguiar Paulo.

 

O impacto da pandemia na gestão clínica

Devido à imprevisibilidade da pandemia de covid-19, foi necessário implementar planos de contingência por forma a minimizar o risco de transmissão do vírus Sars-Cov-2. “Foi efetuado um investimento em novos equipamentos de proteção individual para a nossa equipa, controlo de temperatura à chegada de toda a equipa, bem como, de todos os pacientes. Foram alargados os tempos de duração de consultas e diminuímos o nosso número de gabinetes em funcionamento para que, desta forma, fossem cumpridos escrupulosamente todos os protocolos recomendados pela Direção-Geral da Saúde”, refere Rafael Aguiar Paulo. Foram ainda reforçados os níveis de higienização dos espaços e dos gabinetes. “O impacto da pandemia fez com que tivéssemos tempo para organizar e restruturar o nosso funcionamento. Arriscámos mais e fizemos investimentos, ao contrário do que tínhamos planeado quando a pandemia começou em março de 2020”, acrescenta Rafael Paulo.

“Temos vários pacientes que nos acompanham desde o início, tornando assim as nossas clínicas uma referência na zona de atuação. Já acompanhámos pais que agora são avós e filhos que agora são pais” – Luís Aguiar Paulo, diretor

Luís Aguiar Paulo

Uma das mudanças implementadas foi a criação das teleconsultas para dar resposta a casos não urgentes ou em vigilância / acompanhamento. “Este serviço foi pensado para os pacientes que não se podem deslocar até às nossas instalações. O resultado foi positivo segundo o feedback por parte dos nossos pacientes por conseguirmos estar à distância de uma videochamada”, sublinha. No site do grupo As Clínicas, é possível agendar uma vídeoconsulta que tem como objetivo garantir todos os cuidados e informação detalhada no tratamento de situações não urgentes, dúvidas na medicação e no acompanhamento. Após o fim da consulta, se necessário, é enviada uma prescrição de receita médica por SMS ou email.

Entretanto, em junho deste ano, foi introduzida uma nova especialidade relacionada com a estética dentária, liderada por Elízabeth P. Anta. “Esta especialidade transforma sorrisos e vidas. Dispomos de materiais e técnicas que permitem corrigir diversos problemas de uma forma impercetível. Os tratamentos realizados pela médica e o nosso laboratório contribuem para a melhoria da imagem e da autoestima dos nossos pacientes”, salienta Luís Aguiar Paulo. O objetivo do investimento contínuo é “consolidar a marca e apostar cada vez mais na inovação e dinamismo”, revela Bruno Veloso.

Para este último semestre de 2021, estão programadas mais alterações, como por exemplo, o alargamento do horário de funcionamento e a transformação cada vez mais digital do fluxo de trabalho através do recurso “a scanner intraoral e digitalização do laboratório de prótese dentária”, salienta Rafael Aguiar Paulo.

 

Que futuro?

“Na última década tem existido cada vez mais consciencialização para os cuidados de saúde oral em Portugal devido ao empenho dos profissionais da área que ajudam no combate de mitos e não se resumem ao trabalho clínico, mas também trabalham junto da população, como por exemplo, nas escolas e lares de forma a aumentar a literacia em saúde”, defende a higienista oral Paula Dias. Considerando que ainda existem muitos mitos a combater e que os meios de informação disponíveis ajudam a dissipá-las de forma mais rápida do que há uns anos, defende ainda que são estas ferramentas que permitem aos profissionais chegar a um maior número de pessoas.

O objetivo do investimento contínuo é “consolidar a marca e apostar cada vez mais na inovação e dinamismo”, explica um dos diretores do grupo, Bruno Veloso

Bruno Veloso

Relativamente aos desafios da medicina dentária no futuro, o que falta? Na opinião de Paula Dias, é importante existir mais preparação dos profissionais de saúde e consultórios para atender pacientes com necessidades especiais. E, também, “mais acompanhamento dos pacientes por parte dos profissionais de medicina dentária e, em simultâneo, de medicina, bem como, uma maior consciencialização da população para a interferência da saúde oral na saúde geral”. No futuro, a higienista oral gostaria de assistir ao tratamento da cárie dentária, uma das doenças mais prevalentes do mundo.

Invisalign com cada vez mais adeptos

A maior parte dos pacientes que procuram Invisalign é principalmente pelo facto de ser um aparelho transparente quase impercetível.  “O Invisalign tornou possível que muitas pessoas, que não querem usar um aparelho fixo, possam ter uma opção para corrigirem o seu sorriso. É um tratamento adaptado à vida moderna que, pelo facto de ser removível, permite também uma melhor higiene oral e conforto nas refeições. Além disso, através do planeamento virtual, conseguimos planear os movimentos individualizados em cada dente o que, na maioria dos casos, nos permite reduzir o tempo de tratamento em comparação com outro tipo de aparelhos”, explica o médico dentista Eduardo Portela.

 

*Artigo publicado originalmente na edição n.º 139 da revista SAÚDE ORAL, de julho-agosto de 2021.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?