Quantcast
Clínicas Dentárias

As chaves para gerir clínicas dentárias com sucesso

Cada vez mais cresce a importância de uma boa gestão clínica, com mais profissionais de dentária a não se concentraram apenas nos aspetos da prática clínica, mas também na gestão das clínicas dentárias. Um artigo da Gaceta Dental dá oito dicas para um gestão bem-sucedida das clínicas dentárias.

As dicas têm como base as opiniões do diretor médico da clínica Donnay e presidente da Sociedad de Odontología Digital y Nuevas Tecnologías (SOCE), Imanol Donnay, e do diretor da clínica Buitrago, Pedro Buitrago, e são as seguintes:

1 – Autodiagnóstico

A primeira dica centra-se em perceber o que está a correr bem e o que é necessário alterar no funcionamento da clínica.

“Como acontece no campo clínico, a primeira coisa é diagnosticar. Para isso existem duas opções: se tiver tempo e desejo suficientes, podemos treinar em gestão com cursos específicos. Caso contrário, temos de confiar nos profissionais”, explica Pedro Buitrago.

Já Imanol Donnay propõe a realização de uma análise swot, onde pensamos sobre as nossas fraquezas, ameaças, forças e oportunidades.

2 – Gestão por indicadores

Para poder tomar decisões continuamente, é necessário estabelecer um “controlo de comando abrangente com 10 ou 12 indicadores básicos que todas as clínicas devem ter (número de primeiras visitas, número de orçamentos aceites, faturação de implantes, faturação em ortodontia, etc.) para estudar mensalmente e agir com base nos resultados obtidos com estes indicadores”, explica o diretor da clínica Donnay.

3 – Experiência única para os pacientes

A sugestão a este nível é a de estabelecer um protocolo bem definido para acompanhar o paciente, em que nada seja deixado ao acaso, e certificar-se de que ele regressa periodicamente à clínica para rever o seu estado de saúde.

4 – Gestão da equipa

Imanol Donnay considera a equipa “como uma vantagem competitiva, uma vez que é o único elemento que não pode ser copiado. É impossível gerir uma clínica dentária sem ter uma equipa altamente treinada. É preciso estudar a formação de cada perfil para o adaptar à sua posição.”

Dessa maneira, aconselha que o diretor da clínica conheça perfeitamente a sua equipa, saiba quais são as características, perfil e formação de cada um dos seus colaboradores.

Por sua vez, Pedro Buitrago concorda que “o aspeto mais importante, independentemente do nível de gestão que pretende atingir, é o envolvimento da equipa. Sem isso, o processo está condenado ao fracasso”.

5 – Ser um líder e não apenas um chefe

Adaptar o estilo de liderança para motivar a equipa e saber gerir conflitos são algumas das competências necessários para liderar com sucesso uma equipa.

Para o diretor da clínica Donnay, um líder “é alguém que não é egoísta, não é presidencial, mas é exigente, comprometido com a sua equipa, ao mesmo tempo um companheiro. Ele não é um chefe autoritário, mas um chefe comunicativo, é ele que puxa a equipa, aquele que exige e felicita sempre de forma construtiva”.

6 – Planificar o dia-a-dia da clínica

Na visão de Imanol Donnay, “as reuniões de equipa são cruciais. 15 minutos antes de começar cada dia deve haver um briefing para partilhar as agendas de todos, ver os possíveis conflitos, onde estão os pacientes que podem nos dar um problema ou podem nos causar um atraso”.

7 – Investir em tecnologia para a clínica e para a gestão

Sobre a digitalização dos processos, o presidente da SOCE avisa que “o médico dentista deve saber se será capaz de implementar nos processos do seu dia-a-dia a tecnologia que vai incorporar. Há muitos profissionais que são incapazes de parar por um momento para pensar em como implementar a tecnologia, por isso no final abandonam-na”.

Outra dica apontada é o investimento num CRM ou software para gestão da clínica.

8 – Criação de uma estratégia de comunicação e marketing digital

Com a tecnologia a estar cada vez mais presente na vida dos pacientes, os especialistas aconselham a aposta num website, assim como em perfis de redes sociais.

“As novas gerações analisam muito os websites e as redes sociais, pelo que é essencial estar presente neles”, explica Imanol Donnay.

Por último, os médicos dentistas notam os erros mais comuns feitos na gestão de uma clínica: pensar que o éxito de um médico dentista provém apenas da prática dentária e não também da própria gestão; a preocupação unicamente para a faturação; e a crença de que a gestão é algo complicado.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde oral?