Entrevista

“Tive a oportunidade de conhecer e privar com colegas que são referência mundial”

Hugo Sousa Dias - grupo Japão - Saúde Oral

Esteve no Japão durante uma semana para duas palestras e para aprender com aquele que considera uma das maiores referências a nível mundial em trauma dentário: o Professor Tsukiboshi. Falamos do médico dentista Hugo Sousa Dias, que está de regresso a Portugal e revela como correu a sua experiência num país onde “a ‘palavra’ tem valor” e onde “existe um respeito muito grande pelo próximo”.

O que mais o impressionou nesta viagem ao Japão?

O que mais me marcou nesta viagem foi sem sombra de dúvida a simpatia, a disponibilidade e a forma calorosa como me receberam. É um país muito organizado e, contrariamente ao que estamos habituados, no Japão a ‘palavra’ tem valor e existe um respeito muito grande pelo próximo. Fiquei apaixonado pelo país, foi uma experiência muito gratificante do ponto de vista humano e profissional.

Hugo Sousa Dias - Japão - Saúde Oral

Como classificaria a experiência e porquê?

Foi uma das melhores experiências do ponto de vista profissional e pessoal. Tive a oportunidade de conhecer e privar com colegas que são referência mundial, como é o caso do Prof. Tsukiboshi, o Dr. Yoshi Terauchi, o Dr. You Nino… Culturalmente, o Japão é um país apaixonante, onde o respeito pelo próximo está acima de tudo, onde as pessoas têm disponibilidade e interesse em conhecerem o trabalho de outros colegas. Do ponto de vista pessoal recebi muito com esta oportunidade, espero voltar.

O que achou de diferente na prática clínica?

Do ponto de vista de prática clínica não existem diferenças muito grandes, a maior diferença está relacionada com a utilização mais universalizada do Microscópio Operatório e do CBCT, mesmo pelos clínicos generalistas.

Hugo Sousa Dias - Japão - Saúde Oral

A língua nunca foi uma barreira?

A língua ainda é uma ‘barreira’, a grande maioria não fala Inglês. Por exemplo nas duas palestras que dei tive tradução simultânea para Japonês. Mas já se começa a notar uma mudança, provavelmente relacionada com a preparação para os Jogos Olímpicos, já se encontram pelas ruas escolas de Inglês. Acredito que brevemente essa barreira será ultrapassada.

Hugo Sousa Dias - Japão - Saúde Oral

O que os profissionais japoneses tinham curiosidade em relação ao seu trabalho desenvolvido em Portugal?

As redes sociais vieram reduzir distâncias e permitiram que colegas do outro lado do planeta possam ver o teu trabalho. Tenho alguma preocupação com a parte gráfica e isso acaba por despertar a atenção. Acho que no geral tinham interesse em conhecer um pouco mais do meu trabalho e no fundo criar um espaço para trocar ideias e experiências clínicas.

Esta viagem abriu portas a uma parceria entre os dois países?

Sim. Poderá existir a possibilidade de voltar para um novo desafio. Para além disso, consegui um parceiro para apoiar de forma mais ativa o Master de Endodontia – Residência Clínica da Foramen Dental Education.