Saúde Oral

Qual o verdadeiro impacto dos distúrbios alimentares na saúde oral?

check-up dentário

Prestes a ser celebrada a Semana para a Consciencialização dos Distúrbios Alimentares no Reino Unido, sucedem-se os artigos que alertam para os perigos que distúrbios como a bulimia representam para a saúde oral.

Esta é um das doenças que maior impacto pode ter na saúde oral de um paciente, razão pela qual esta iniciativa está focada não só na consciencialização da sociedade civil, mas também da comunidade médico-dentária, para que possam tratar da melhor forma estes pacientes.

Como revela o relatório ‘The Costs of Eating Disorders – Social, Health and Economic Impacts’, cerca de 725 mil pessoas são afetadas por um distúrbio alimentar no Reino Unido, patologias que frequentemente têm um impacto desastroso na saúde oral dos pacientes. Provocar o vómito de forma consecutiva pode resultar em danos severos para os dentes na forma de erosão, por isso é algo que os profissionais de medicina dentária devem dar atenção.

Além de uma pasta dentífrica com flúor e uma escova de dentes macia, os médicos dentistas devem aconselhar os pacientes que sofram destes distúrbios a não escovar os dentes logo após vomitarem ou consumirem alimentos ou bebidas ácidas, sendo preferível recorrer a um elixir oral ou a pastilhas elásticas sem açúcar e com xylitol.

No trabalho ‘Distúrbios Alimentares: Impacto na Saúde Oral’, apresentado por Bruna Silva na Universidade Fernando Pessoa para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária, é referido que “ao contrário da obesidade, a anorexia nervosa e a bulimia são muitas vezes omitidas pelos indivíduos, tornando o seu diagnóstico ainda mais complicado. Daí a importância dos profissionais de medicina dentária, pois a cavidade oral é um dos principais órgãos afetados pelas alterações dos hábitos alimentares, bem como dos métodos usados para atingir a tão desejada magreza”.

Entre os problemas ligados à saúde oral destacam—se cáries, hipersensibilidade, erosão dentária, doença periodontal, hipertrofia das glândulas salivares, alterações nos tecidos moles, entre outros.