Investigação

Vinho tinto pode prevenir cáries dentárias e doenças da gengiva

Vinho tinto pode prevenir cáries dentárias e doenças da gengiva

Os polifenóis presentes na composição dos vinhos tintos têm sido associados a vários benefícios para a saúde, nomeadamente ao nível da prevenção de doenças cardíacas, intestinais e na redução da diabetes. Contudo, um estudo recentemente publicado mostra que o vinho tinto pode ter também a capacidade de reduzir as bactérias responsáveis pela placa bacteriana nos dentes, as cáries e as doenças da gengiva.

Publicado na revista científica Journal of Agricultural and Food Chemistry, o estudo indica que o vinho tinto contém polifenóis e propriedades ricas em antioxidantes que podem ajudar a proteger a saúde oral.

Para chegar a esta conclusão, foram analisados os efeitos de polifenóis presentes em dois vinhos tintos, assim como das sementes de uvas e de extratos de vinho tinto disponíveis no mercado, nas bactérias que se agarram aos dentes e às gengivas e que causam a placa bacteriana, as cáries dentárias e a doença periodontal.

Os resultados mostram que dois polifenóis presentes no vinho tinto e isolados podem ajudar a diminuir a capacidade das bactérias para se agarrarem aos dentes e às gengivas. Mas atenção: isto não quer dizer que devemos todos aumentar o nosso consumo de vinho tinto.

Damien Walmsley, um dos conselheiros da British Dental Association ouvido pela BBC, defende que “a natureza acídica do vinho significa que consumir muito vinho podem danificar o esmalte dentário. Até que os benefícios deste estudo sejam demonstrados clinicamente, é melhor consumir vinho em moderação e com uma refeição, para minimizar o risco de erosão dentária”.

Conheça a investigação em detalhe aqui.