Investigação

Um em cada dois atletas britânicos sofre de problemas dentários

Um em cada dois atletas britânicos sofre de problemas dentários

Já vários estudos conseguiram demonstrar que uma má saúde oral pode afetar a performance dos atletas de elite. Tanto é que existe até quem se dedique em exclusivo à Odontologia Desportiva. Contudo, um estudo realizado por investigadores da University College London revela que um em cada dois atletas de elite britânicos sofrem de problemas dentários que podem prejudicar a sua performance desportiva.

Recorrendo a uma amostra de 350 atletas britânicos de nove desportos olímpicos, a investigação submeteu os atletas a exames orais para determinar o número de cáries dentárias, a existência de erosão dentária e de doenças periodontais. Além disso, cada atleta respondeu a um questionário para avaliar o impacto da saúde oral na sua performance desportiva e qualidade de vida.

De acordo com o estudo, 97% dos atletas incluídos na investigação revelaram lavar os dentes duas vezes por dia, contudo, 49% tinham cáries dentárias não tratadas e 77% revelaram ter sinais de gengivite.

Os autores do estudo explicam que “a nutrição no desporto depende em grande medida do consumo de hidratos de carbono, que são conhecidos por aumentar a inflamação no organismo e nos tecidos gengivais. Nos desportos em que existem maiores fluxos de ar, como no ciclismo e na corrida, respirar de forma intensa pode secar a mucosa oral e os dentes acabam por perder os benefícios de proteção que a saliva oferece”.