Eventos

Start-up portuguesa conquista terceiro lugar no programa europeu de inovação em saúde Headstart

Start-up portuguesa conquista terceiro lugar no programa europeu de inovação em saúde Headstart

A start-up portuguesa Delox, que cria e desenvolve dispositivos de biodescontaminação para combater todos os tipos de micro-organismos, conquistou o terceiro lugar no programa de inovação em saúde Headstart, promovido pelo Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT) e apoiado pela Comissão Europeia, arrecadando 50 mil euros em financiamento para acelerar o lançamento dos seus produtos.

A Delox nasceu na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), em junho de 2018. A empresa propõe-se a oferecer biodescontaminação automática para todos, em qualquer lugar: “O EIT Health é o lugar certo para nós, aqui encontramos os parceiros certos, ajudam-nos a testar e validar o nosso projeto. Depois da fase de testes em que estamos, os próximos passos incluem uma segunda ronda de financiamento para apoiar a certificação dos nossos produtos e a preparação para entrada no mercado”, conclui o CEO e cofundador da Delox, Fadhil Musa.

As vencedoras do primeiro e segundo lugares do Headstart foram a italiana Restorative Neurotechnologies e a polaca SensoriumLab, que conquistaram também um stand na StartUP Village da EIT Health Summit 2019, que decorrerá a 2 e 3 de dezembro, em Paris. O Headstart destina-se a start-ups e PME que tenham já um protótipo desenvolvido e estejam preparadas para lançar um produto.