Investigação

Será que os cães podem reduzir a ansiedade durante consultas dentárias?

cão - Saúde Oral

Uma investigadora norueguesa, da Universidade de Tromsø, quer perceber até que ponto as terapias assistidas por animais podem ter um impacto positivo na prática dentária. O objetivo é perceber de que forma alguns pacientes podem beneficiar da presença de cães na redução da ansiedade e do stresse durante tratamentos dentários difíceis.

Anne Margrete Gussgard, investigadora que irá coordenar o estudo, defende: “sabemos os efeitos que os cães têm nas pessoas. O seu ritmo cardíaco fica mais calmo e a pressão sanguínea diminui. Existe mais oxitocina no sangue e menos cortisol. Ainda assimnão existem estudos específicos relacionados com tratamentos dentários assistidos por cães, por isso é altura de fazermos mais estudos”.

A investigação vai focar-se nos pacientes infantis e contará com uma equipa de dentistas pediátricos, de psicólogos e de farmacêuticos, analisando de que forma reagem os pacientes com e sem a presença dos cães.

O estudo vai decorrer até ao final do ano, altura em que deverão ser reveladas as primeiras conclusões.