Saúde Oral

Saúde oral de idosos da zona centro apoiada por fundos comunitários

“O ecossistema oral torna-se mais hostil à medida que envelhecemos”

O projeto Sorrisos de Porta em Porta – Região Centro, promovido pela ONG Mundo A Sorrir, vai continuar em 2020 com o objetivo de contribuir para a melhoria da saúde oral dos idosos que se encontram em lares, centros de dia ou que recebem apoio domiciliário na Região Centro de Portugal.

“O projeto Sorrisos de Porta em Porta – Região Centro aposta numa estratégia que pretende contribuir para a inclusão social dos idosos através de ações que os valorizem, que assegurem os seus direitos e melhorem a sua qualidade de vida”, explica Benedita Duarte, coordenadora do projeto.

O foco desta iniciativa é a realização de atividades de prevenção, capacitação e assistência na área da higiene e saúde oral dirigidas aos cuidadores formais. Segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS), os problemas de saúde oral têm consequências negativas na qualidade de vida das pessoas, pelo que se torna necessário apoiar a promoção da saúde oral na população idosa.

Os profissionais que prestam apoio a pessoas idosas têm um papel fundamental na promoção de hábitos de saúde oral, assim, a ação pretende beneficiar, entre 2019 e 2021, 500 cuidadores formais e 1 650 idosos, de 25 instituições que prestam serviços à população sénior nos municípios do Pinhal Interior Norte – Arganil, Lousã, Miranda do Corvo, Oliveira do Hospital, Tábua, Vila Nova de Poiares e Penela.

No âmbito do projeto, todos os cuidadores formais das instituições envolvidas vão ainda receber o Manual de Boas Práticas em Saúde Oral no Idoso.

A iniciativa é cofinanciada a 70% pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (PO ISE), Portugal 2020 e pelo Fundo Social Europeu da União Europeia, e a 30% pelo Investidor Social, a Fundação Calouste Gulbenkian, num total de 94 867 euros. O projeto é desenvolvido também em colaboração com a Universidade de Coimbra.