Saúde Oral

Projeto “Braga a Sorrir” beneficiou 357 pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconómica

Mundo A Sorrir nomeada para receber donativo da Missão Continente

O projeto “Braga a Sorrir” beneficiou, em dois anos, 357 pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconómica e realizou 4.532 consultas de saúde oral.

Segundo os resultados do projeto de intervenção social, através do Centro e Apoio à Saúde Oral (CASO), foram feitos 10.412 tratamentos e colocadas 449 próteses dentárias.

A ONG Mundo A Sorrir apresentou, no dia 26 de novembro, os resultados e a avaliação de impacto do projeto de intervenção social – Centro de Apoio à Saúde Oral (CASO), no Salão Nobre da Câmara Municipal da Braga.

Esta iniciativa consiste na prestação de serviços de saúde oral e de acompanhamento psicossocial a populações em situação de vulnerabilidade socioeconómica, através de uma clínica dentária, tendo em vista a reinserção social.

Segundo, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, o projeto “devolveu a esperança através do sorriso”.

“Este é um excelente exemplo de como o poder local pode identificar lacunas e tomar medidas que beneficiem a comunidade e aumentem decisivamente a qualidade de vida dos cidadãos, neste caso através de um programa numa área que é um parente pobre dos serviços centrais”, acrescentou.

O Centro de Apoio à Saúde Oral foi cofinanciado pelo Programa Portugal Inovação Social (TO 3.33), Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu, tendo como investidores a Câmara Municipal de Braga, a Câmara Municipal do Porto e a Santa Casa da Misericórdia do Porto.

O C.A.S.O funcionou nas antigas instalações do Hospital de S. Marcos, onde os doentes eram atendidos depois de sinalizados, através das parcerias estabelecidas com instituições sociais de Braga e pela sinalização por parte do Gabinete de Ação Social do município.