Investigação

Poderá a Aspirina ajudar a tratar cáries?

Aspirinas podem ajudar a tratar cáries dentárias

As aspirinas podem conseguir reverter os efeitos das cáries dentárias, revela um estudo publicado por um grupo de investigadores da Queen’s University Belfast, na Irlanda do Norte.

O estudo mostra que a Aspirina pode reforçar a função das células estaminais dentárias, promovendo a ‘autorreparação’ dos dentes. De acordo com os autores do estudo, esta capacidade é uma descoberta importante, uma vez que pode diminuir a necessidade de realizar um dos mais comuns procedimentos dentários.

Para chegar a esta conclusão, os investigadores combinaram genómica e bioinformática para identificar a Aspirina como fármaco candidato para levar as células estaminais existentes nos dentes a estimular a regeneração dos dentes danificados. Os primeiros resultados mostraram que uma pequena dose de aspirina conseguiu melhorar de forma significativa a remineralização e a expressão dos genes responsáveis pela formação de dentina.

Os cientistas referem ainda que esta nova descoberta pode oferecer uma solução para o controlo da inflamação dos nervos dentários ao mesmo tempo que promove a reparação natural dos dentes.

Ikhlas el-Karim, cientista responsável pela coordenação do estudo, refere que “tem um potencial enorme para mudar a nossa abordagem a um dos maiores desafios dentários que enfrentamos. A nossa investigação inicial em laboratório sugere que a utilização de Aspirina, um fármaco já licenciado para uso humano, pode oferecer uma solução rápida e inovadora para que os nossos dentes se reparem sozinhos”.

Agora os investigadores pretendem testar a eficácia do fármaco e uma forma eficiente de o administrar num estudo clínico.