Saúde Oral

Periodontite pode mesmo aumentar o risco de doenças cardiovasculares

Periodontite pode mesmo aumentar o risco de doenças cardiovasculares

Foi identificada uma ligação entre a periodontite, a calcificação da artéria carótida e a doença cardíaca.  A ligação foi reconhecida graças a uma investigação sobre a relação entre aterosclerose e a periodontite, realizada pela doutoranda Viveca Wallin Bengtsson, que faz parte do Estudo Nacional Sueco sobre o Envelhecimento e Cuidados (SNAC) – que procura identificar a necessidade de cuidados na população idosa ao longo do tempo.

O principal objetivo da tese foi estudar a relação entre a periodontite, doenças cardiovasculares e a morte. Para tal, foram analisadas as calcificações observadas em radiografias, por um período de 13 anos, e respetiva associação com o aparecimento de acidentes vasculares cerebrais ou doenças cardiovasculares.

O estudo incluiu pessoas com 60 anos ou mais, residentes na região de Karlskrona, único local onde o SNAC controlou os serviços odontológicos.

Os investigadores examinaram a presença de calcificações e o nível ósseo ao redor dos dentes e concluíram que a periodontite aumenta o risco de pessoas mais velhas morrerem, quando comparadas com pessoas sem periodontite.

Assim, quem sofre desta condição está mais propenso a ter calcificação da artéria carótida, que está ligada a doenças cardiovasculares.