Stress

Periodontite, bruxismo, halitose ou aftas: eis os possíveis efeitos do stresse na saúde oral

Stresse pode afetar saúde oral

O stresse pode conduzir a complicações na saúde oral, nomeadamente periodontite, bruxismo, halitose, aftas e cáries. Isto devido à libertação de hormonas como a hidrocortisona e o cortisol, que além de produzir um alto nível de adrenalina, são substâncias responsáveis por regular funções corporais, como o sistema imunitário, que pode desencadear efeito pró ou anti-inflamatório.

O stresse desencadeia um efeito pró-inflamatório, o que aliado aos maus hábitos de higiene oral torna o ambiente propício para o aparecimento da doença periodontal e aftas.

O que prejudica ainda mais a saúde oral são os maus hábitos decorridos de situação de stresse, em que há a tendência para aumentar o consumo de álcool, tabaco e negligência da higiene oral, que causam cáries e halitose.

Além disso, segundo um grupo de investigadores da Universidade de Tufts, nos EUA, quando o nosso organismo suporta grandes níveis de stresse não é capaz de gerar as células imunes necessárias para nos proteger das bactérias que se acumulam na cavidade oral.