Apneia do Sono

NOA: o dispositivo que promete tratar a apneia do sono

NOA: o dispositivo que promete tratar a apneia do sono

Dois anos de investigação da OrthoApnea e do Departamento de Engenharia Mecânica, Térmica e Fluidos da Universidade de Málaga culminaram num dispositivo que promete tratar a apneia do sono – o NOA.

De acordo com estimativas da Sociedade Mundial do Sono, a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) afeta cerca de 100 milhões de pessoas em todo o mundo, interferindo com o descanso noturno e originando diversas complicações na saúde dos pacientes afetados.

Para resolver este problema, a OrthoApnea e um conjunto de investigadores do Departamento de Engenharia Mecânica, Térmica e de Fluidos da Universidade de Málaga desenvolveram um dispositivo projetado que pretende revolucionar a forma como se trata a apneia do sono.

Em comunicado, a empresa do grupo Ortoplus explica que “fabricado com materiais inteiramente biocompatíveis para uso oral, foi possível eliminar completamente o metal da sua estrutura, alongar notavelmente sua durabilidade e melhorar o seu conforto.”

“Para os pacientes, o NOA, não só é um dispositivo mais ergonómico, menos invasivo, com menor dimensão vertical e maior espaço lingual. O NOA também é o único dispositivo com um desenho inteiramente personalizado de acordo com as características mandibulares e craniofaciais de cada paciente”, acrescenta a empresa.

Ana Fernández, diretora do Departamento de I + D + i da OrthoApnea, diz ainda que “tendo as medidas exatas da pessoa que realiza uma análise cinemática da mandíbula e, com um estudo biométrico da arcada dentária, conseguimos criar um dispositivo perfeitamente adaptado à morfologia oral de cada paciente. O NOA que se obtém através da impressora 3D é muito mais preciso, personalizável e de maior qualidade do que os dispositivos com os quais se trabalhava até agora”.