Expo-Dentária

Ministro da Economia inaugura Expo-Dentária

Ministro da Economia inaugura Expo-Dentária

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, inaugurou no passado dia 17 de novembro a Expo-Dentária, a maior feira de saúde oral da Península Ibérica, que decorreu até sábado passado na Altice Arena, integrada no Congresso dos Médicos dentistas.

Orlando Monteiro da Silva, bastonário da OMD, destacou a presença de Manuel Caldeira Cabral na inauguração daquela que é a “grande montra de equipamentos, dispositivos e novas tecnologias que é a Expo-Dentária”.

Ministro da Economia inaugura Expo-Dentária

Durante o seu discurso na cerimónia oficial de abertura do Congresso da OMD, Orlando Monteiro da Silva centrou a sua atenção na apresentação em três pilares de atuação da OMD – Formação de recursos humanos, Empregabilidade e Acessibilidade da população aos cuidados de saúde oral – e como tal divulgou a todos os presentes alguns dos números do 3º Barómetro da saúde oral 2017 – que quis analisar qual a perceção dos portugueses em termos de cuidados de saúde oral.

secretário de Estado da Saúde - congresso OMD - Saúde Oral

Dos resultados alcançados podemos concluir que os portugueses aparentam ter bons hábitos de higiene oral, nomeadamente no que diz respeito à escovagem de dentes. Apesar disso regista-se uma falta de dentes naturais e não existem rotinas de visitas ao médico dentista. Só 32,4% dos portugueses têm a dentição completa, o que significa que 68% da população portuguesa tem falta de dentes naturais, sendo que 6,2% têm todos os dentes em falta. Nos portugueses com falta de dentes naturais apenas 42,6% têm dentes de substituição.

Nos hábitos de visita ao médico dentista, 27% dos portugueses nunca o fazem ou só fazem em urgência. Apesar disso, os portugueses estão a ir mais ao dentista, nos últimos 12 meses registou-se um aumento de 5,4 pontos percentuais, contudo a fatia dos que não vão ao dentista há mais de um ano ainda é de 41,3%.

secretário de Estado da Saúde - Saúde Oral

Entre as razões que levam os portugueses a procurar o médico dentista, 41,6% refere a dor de dentes. Mais de metade dos portugueses marca consulta para check-up pelo menos uma vez por ano. No geral, os portugueses estão satisfeitos com o seu médico dentista e quando assim não é a razão pelo descontentamento é o preço e resultado dos tratamentos.

A recomendação de familiares ou amigos é fundamental para escolha do médico dentista e quanto à fidelização a maioria dos portugueses mantém-se fiel ao seu médico dentista, sendo que 48% nunca mudou e apenas 26,5% considera essa hipótese em caso de necessidade. A maioria dos portugueses valoriza mais o profissional do que as instalações da clínica e a confiança é o atributo mais valorizado.

Expo-Dentária 2017 - Saúde Oral

Orlando Monteiro da Silva também homenageou Francisco George, ex-diretor geral da Saúde, pelo empenho e dedicação à Direção-Geral da Saúde, com destaque no início da cerimónia oficial de abertura para a homenagem ao médico dentista João Carvalho, falecido este ano e que deixou a medicina dentária mais pobre.