Medicina Dentária

Mercado de tratamentos de cancro oral vai crescer, prevê estudo

Mercado de tratamentos de cancro oral vai crescer, prevê estudo

O cancro na cavidade oral é um dos tipos de cancro mais comum a nível mundial com milhares de novos casos detetados a cada ano, revelam dados do World Cancer Research Fund International. Um relatório publicado recentemente pela empresa de análise de dados (Market Research Future) revelou que o mercado global de tratamentos de cancro oral deverá crescer a uma taxa anual composta aproximada de 7,1% até 2023.

A crescente prevalência do cancro oral, que aumenta a despesa em cuidados de saúde per capita e a maior consciencialização sobre a patologia oral são alguns dos principais fatores de crescimento do mercado durante o período estimado. Contudo, o risco de recorrência do cancro, mesmo após o tratamento, e os efeitos secundários associados ao tratamento, bem como o seu preço elevado, representam algumas das limitações ao crescimento do mercado, segundo o relatório.

De acordo com este estudo, a América irá dominar o mercado global do tratamento de cancro oral devido ao facto de ter um setor de cuidados de saúde bem desenvolvido, ao aumento da despesa de Saúde per capita, à elevada prevalência de cancro oral na América e à presença de países desenvolvidos, como os EUA e o Canadá. Além disso, a presença de concorrentes globais, como a Bristol-Myers Squibb e Merck, dentro das fronteiras regionais irá potenciar o crescimento do mercado.

A Europa é o segundo maior mercado no tratamento do cancro oral, seguido da Ásia e região do Pacífico. A disponibilidade de fundos para investigação, uma vasta população de pacientes, infraestruturas de Saúde bem desenvolvidas e o aumento de despesa em cuidados de saúde são os fatores que, segundo as estimativas, irão impulsionar o mercado europeu.

A região da Ásia e Pacífico é onde se regista o crescimento mais rápido do mercado, devido a economias em desenvolvimento como a Índia e a China, destaca o estudo. Este facto, a par das políticas governamentais favoráveis, uma vasta população de pacientes e um setor de cuidados da saúde em desenvolvimento poderá potenciar o crescimento do mercado na região, segundo as previsões.

Qilu Pharmaceutical, empresa com sede em Jinan na China, foi apontada como a principal concorrente nesta região no âmbito do mercado global de tratamento do cancro oral. As regiões do Médio Oriente e África têm a menor quota de mercado devido à economia pobre e às políticas governamentais rigorosas, especialmente em África. A maioria do mercado na região é detida pelo Médio Oriente, em consequência de um setor de cuidados de saúde bem desenvolvido e da despesa substancial em cuidados de saúde pelas economias desenvolvidas, como a Arábia Saudita.

Em 2017, dados da Oral Cancer Foundation estimaram que 49 750 americanos seriam diagnosticados com cancro oral nesse ano e que ocorreriam 9 750 óbitos, com a morte de um paciente a cada 24 horas. Em 2014 registaram-se 11 449 novos casos de cancro oral e 2 386 vítimas estimadas no mesmo ano, refere Cancer Research UK.

Em 2015, de acordo com a entidade norte-americana Centres for Disease Control and Prevention, a despesa total em cuidados de saúde nos EUA representou 17,8 % do total do produto interno bruto de US$ 3.2 biliões. O relatório, intitulado “Oral cancer treatment market research report—Global forecast till 2023” está disponível para aquisição site da Market Research Future.