Clínicas dentárias

Licença do Hospital Taivex/Malo de Macau suspensa por seis meses

Hospital Taivex Malo_saudeoral

A licença do Hospital Taivex/Malo de Macau foi suspensa por um período de seis meses. De acordo com o Diário de Notícias, a empresa iniciou agora um processo de averiguação para verificar se existem irregularidades e com o objetivo de “apurar responsabilidades”.

De acordo com o jornal, o Hospital Taivex/Malo, em Macau, foi encerrado na passada semana e “está suspenso até 21 de maio de 2018 devido à prática de procriação medicamente assistida, tráfico e contrabando de medicamentos de oncologia, falta de condições de higiene e segurança para a prestação de cuidados de saúde”.

A clínica Malo era a responsável pela prestação de cuidados de medicina dentária naquela unidade, ao abrigo de uma licença atribuída àquela unidade hospitalar.

A empresa Malo Clinic emitiu um comunicado em que refere que “no âmbito da notícia divulgada sobre a suspensão temporária da licença da clínica Taivex/Malo, em Macau, a Malo Clinic informa que em Macau apenas detém a atividade ligada à medicina dentária e não à atividade relacionada com outras áreas médicas que são da responsabilidade de outras entidades.”

Ainda assim, a empresa decidiu iniciar “um processo de averiguação no sentido de apurar todos os factos que possam ter conduzido a esta notícia e, no caso de se comprovarem quaisquer irregularidades, apurar responsabilidades.”

Além da suspensão da licença da unidade hospitalar, foram também aplicadas duas multas: uma no valor de 10 745 euros, a quatro médicos e a um enfermeiro, e outra no valor de 7 929 euros à clínica por técnicas ilegais de procriação medicamente assistida e prestação de serviços de oncologia, sem autorização dos Serviços de Saúde.