Fármacos

Infarmed cria portal para notificação de reações adversas a medicamentos

Infarmed cria portal para notificação de reações adversas a medicamentos

O Infarmed anunciou o lançamento do Portal de Notificação de Reações Adversas (RAM), uma plataforma que irá permitir que os utentes e os profissionais de saúde comuniquem suspeitas de reações adversas a medicamentos (RAM). De acordo com a autoridade do medicamento, esta é uma forma de fazer uma monitorização contínua da segurança e avaliar os riscos dos fármacos.

De acordo com o Infarmed, “podem existir reações adversas, por exemplo raras ou de aparecimento tardio, que não são detetadas durante a fase experimental do medicamento. Estas reações adversas poderão ser identificadas através da notificação espontânea com a utilização mais alargada do medicamento.”

Para que uma notificação de reação adversa seja válida é necessário que contenha quatro informações obrigatórias: a(s) reação(ões) adversa(s); o(s) medicamento(s) suspeito(s) de ter(em) causado a RAM; os dados* do doente (como iniciais ou idade ou sexo); e os meios de contacto* do notificador da RAM.

“Após receção e validação, a informação é avaliada por uma equipa de farmacêuticos e médicos especialistas em segurança de medicamentos. A informação do caso, totalmente anonimizada, é enviada para as bases de dados europeia (Eudravigilance) e mundial da OMS (Vigibase) para efeito de uma avaliação permanente mais abrangente do perfil de segurança do medicamento”, assegura ainda o Infarmed.

Saiba tudo sobre esta nova plataforma aqui.