Médicos Dentistas

Infarmed alerta para desinfetantes médicos contaminados com bactérias no mercado português

Má saúde oral pode estar relacionada com maior risco de desenvolvimento de cancro do fígado

Há lotes de desinfetantes de dispositivos médicos contaminados por três bactérias nocivas e disponíveis no mercado português. O Infarmed (Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde) foi informado pelo fabricante Laboratoires Anios e pela Autoridade Competente Francesa ANSM sobre a contaminação destes produtos, que ocorreu durante o seu fabrico, emitindo um alerta na semana passada.

As bactérias identificadas foram Burkholderia cepaciaPseudomonas oryzihabitans e Delftia Acidovorans, que estão naturalmente presentes no meio ambiente, nomeadamente na água. As bactérias em causa afetam sobretudo doentes com o sistema imunitário debilitado e com patologias do foro respiratório.

“Por este motivo, foram identificados os lotes de desinfetantes potencialmente contaminados, colocados no mercado pelo fabricante Laboratoires Anios, bem como por outros fabricantes legais que subcontratam o fabrico ao primeiro”, informou o Infarmed em nota circular.

A empresa francesa fabricante do produto foi encerrada em Portugal e o Infarmed aguarda a lista dos clientes afetados.

O produto é usado para limpar e desinfetar várias superfícies e aparelhos médicos, em hospitais e em clínicas dentistas.

Os fabricantes estão a proceder à recolha voluntária dos seguintes lotes:

Até ao momento, não há registo de doentes infetados pela bactéria detetada no produto.