Investigação

Excesso de atividade dos músculos do maxilar pode causar periodontite

Excesso de atividade dos músculos do maxilar pode causar periodontite

Um grupo de investigadores da Universidade de Okayama, no Japão, acaba de publicar um estudo que revela que o excesso de atividade dos músculos masséteres, normalmente utilizados na mastigação e para ranger os dentes, pode estar associado a doenças orais como a periodontite.

Já vários estudos tentaram estabelecer a relação entre a periodontite e a atividade dos músculos masséteres (que fazem com que a maxila se movimente), mas até agora ainda não tinha sido possível demonstrar a existência de uma relação direta. O estudo agora publicado mostra, no entanto, que o bruxismo pode estar relacionado com um agravamento da doença periodontal.

Para chegar a esta conclusão, os investigadores contaram com uma amostra de 31 indivíduos, 16 dos quais sem periodontotite ou com periodontite ligeira (grupo NMP) e 15 com casos de periodontite moderada ou severa (grupo MSP).

Além de terem que andar com um dispositivo para medir a atividade muscular, os indivíduos tiveram que manter um registo diário das suas atividades, nomeadamente refeições.

Os resultados agora publicados mostram que “a atividade muscular dos masséteres pode estar relacionada com a severidade da periodontite”, apesar de não ser possível estabelecer uma relação causal direta entre os casos de bruxismo e o desenvolvimento de periodontite.

Leia o estudo completo aqui.