Saúde

Convenção Nacional da Saúde arranca esta quinta-feira

Convenção Nacional da Saúde arranca esta quinta-feira

Arranca esta quinta-feira (7 de junho) a Convenção Nacional da Saúde, um evento que irá reunir 90 instituições da saúde para debater o futuro, defender um aumento do financiamento do SNS e para preparar um pacto para o setor.

De acordo com a organização, esta convenção foi criada com o objetivo de ser “o maior debate nacional de sempre sobre o presente e o futuro da saúde em Portugal”. Eurico Castro Alves, Presidente da Comissão Organizadora, defende que existem condições para se criar “um pacto nacional para a saúde”, uma medida que tem sido, de resto, defendida também pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

“Temos um Serviço Nacional de Saúde (SNS) que todos valorizamos e que queremos estimar”, defende Castro Alves.  O financiamento do setor será um dos focos da convenção que hoje se inicia, nomeadamente a necessidade de orçamentos plurianuais, uma ideia que já foi defendida pelas várias ordens profissionais, nomeadamente a OMD.

À Lusa, Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, sublinha que um maior financiamento para o setor é um “objetivo de base que tem de ser concretizável (…) Julgo que toda a gente no país já percebeu que é preciso mais dinheiro para a saúde. Vamos ser todos objetivos. Se toda a gente já percebeu que é preciso mais dinheiro para a saúde, então esse objetivo tem de ser concretizável.”

A Convenção Nacional da Saúde realiza-se hoje e amanhã (7 e 8 de junho) na Culturgest, em Lisboa.