Saúde Oral

Cheque-dentista já ajudou a tratar 3,3 milhões de pessoas

O Programa Nacional de Saúde Oral, vulgarmente conhecido por programa dos cheques-dentista, já chegou a cerca de 3,3 milhões de portugueses desde que foi lançado, em 2008.

O Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral , vulgarmente conhecido por programa dos cheques-dentista, já chegou a cerca de 3,3 milhões de portugueses desde que foi lançado, em 2008. Atualmente, o programa abrange crianças e adolescentes até aos 18 anos que frequentam escolas públicas, idosos com complementos solidários, grávidas, portadores de VIH e pacientes com cancro da boca.

De acordo com o jornal Público, Jorge Simões, especialista em saúde pública e um dos mentores deste programa do Serviço Nacional de Saúde, defende que os cheques-dentista conseguiram “melhorar drasticamente” os indicadores de saúde oral.

Os números mostram que entre 2006 e 2013, o indicador de dentes com cáries, perdidos ou obturados caiu cerca de 20% nas crianças de 12 anos. “Se podemos dizer que há um nexo de causalidade óbvio, absoluto entre cheque-dentista e esta descida, não. O que podemos dizer é que seguramente também se deve ao cheque-dentista esta descida tão significativa”, sublinha em declarações ao jornal.

Em 2017, o programa de saúde oral contratou 4678 dentistas, num total de 8641 clínicas do país.