Ciência

CBRE quer incentivar as mulheres a abraçarem profissões ligadas à ciência

CBRE quer incentivar as mulheres a abraçarem profissões ligadas à ciência

A consultora imobiliária especializada em centros comerciais CBRE acaba de lançar o programa de responsabilidade social STEM – Talent Girl, uma iniciativa que pretende incentivar as mulheres a abraçarem profissões ligadas à ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM).

A empresa explica que o projeto tem a missão de “inspirar, educar e capacitar a próxima geração de mulheres nestas áreas do conhecimento” e irá contribuir com a realização de várias iniciativas, em Espanha e Portugal.

Em Portugal, a consultora irá promover, no final de novembro, sessões de esclarecimento ministradas por quatro mentoras no Alameda Shop & Spot, no Porto; no Alma Shopping, em Coimbra: no Nosso Shopping, em Vila Real: e no TorreShopping, em Torres Novas.

“Subordinada à informação, esclarecimento e, acima de tudo, inspiração, cada uma das iniciativas nos centros consiste na realização de uma sessão que contará com a presença de quatro mentoras e mulheres profissionais das áreas STEM. Elas poderão contar, em primeira mão, em que consiste o seu trabalho e a razão da sua atratividade, procurando despertar vocações entre alunas do 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico”, revela ainda a consultora.

Recorde-se que o Dia Internacional das Mulheres e Raparigas em Ciências celebra-se a 11 de fevereiro. A iniciativa anual da Organização das Nações Unidas pretende inspirar e incentivar as mulheres a abraçarem profissões relacionadas com ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Atualmente, menos de 30% dos investigadores em todo o mundo são do sexo feminino e, de acordo com dados da UNESCO recolhidos entre 2014 e 2016, apenas 30% de todas as estudantes do sexo feminino escolhem áreas relacionadas com ciência, tecnologia, engenharia e matemática na sua educação superior. Áreas como tecnologias de informação e comunicação são escolhidas por apenas 3% das estudantes, as ciências naturais, a matemática e a estatística por apenas 5% e a engenharia é escolhida por apenas 8%.