Saúde

ADSE recebe 68 novos pedidos de convecção na área da medicina dentária

ADSE recebe 68 novos pedidos de convecção na área da medicina dentária

Atualmente existem 467 clínicas de medicina dentária com convenção com a ADSE, num total de 1801 médicos dentistas. E de acordo com o presidente do subsistema de saúde da função pública, Carlos Liberato Baptista, existem 68 novos pedidos para a área da medicina dentária a aguardar a aprovação.

Segundo Liberato Baptista, estes pedidos “aguardam a introdução do novo sistema de faturação desmaterializada bem como a introdução de novas regras da tabela”, que têm sido alvo de algumas críticas por parte da classe médico-dentária.

Para Orlando Monteiro da Silva, bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, a nova proposta de tabela da ADSE “é mais do mesmo à custa dos profissionais de saúde, afetando os utentes da ADSE. Há um conjunto de situações que estão a limitar os utentes da ADSE a aceder a tratamentos de qualidade, quer ao nível das incompatibilidades entre tratamentos, quer ao nível dos preços propostos nos atos de medicina dentária.”

Já o Conselho Geral e de Supervisão considera que a rede de médicos dentistas é insuficiente e recomendou recentemente que seja futuramente ponderada “uma revisão [das tabelas] tendo em vista assegurar maior cobertura de serviços por parte da ADSE”.

As novas tabelas da ADESE estão a ser negociadas com os prestadores de serviços de saúde privados e deverão entrar em vigor já em abril, de acordo com o Conselho Geral e de Supervisão.

A Associação Portuguesa de Hospitalização Privada tem também sido bastante crítica em relação às novas tabelas da ADSE, que considera representarem “perdas incomportáveis” para os privados e pôr em causa o acesso dos beneficiários aos cuidados de saúde.