Médicos Dentistas

77% dos médicos dentistas Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido têm intenções de abandonar o setor

Exército abre concurso a médico dentista

Apesar da luta da Ordem dos Médicos Dentistas, em Portugal, para a inclusão da carreira de médico dentista no Sistema Nacional de Saúde, no Reino Unido, onde o processo já se encontra mais avançado, mais de três quartos (77%) dos médicos dentistas do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS) não se veem a trabalhar no NHS dentro de cinco anos.

Esta é uma das conclusões apresentadas pelo Dentistry Confidence Monitor, que indica que desses 77%, 46% dos médicos dentistas do setor público querem mudar para odontologia privada, 24% pretendem pedir a reforma antecipada, 20% ponderam mudar de carreira e 10% já estão a receber a reforma.

“O que parece extremamente claro é que existe uma verdadeira batalha para encontrar o equilíbrio certo entre as exigências de trabalhar no NHS e oferecer a qualidade de cuidados ao paciente que os médicos dentistas querem”, disse Nigel Jones, diretor de vendas e marketing da empresa Practice Plan ao Dentistry.co.uk.

Estas problemáticas têm provocado elevados níveis de stresse e ansiedade nos profissionais, além de uma falta de confiança no futuro do NHS. A British Dental Association tem destacado a crise de recrutamento e retenção de dentistas no Reino Unido, que nos últimos anos parece estar a piorar. Segundo o diretor de vendas e marketing, os dentistas com experiência pretendem reformar-se e os dentistas mais jovens estão, cada vez mais, a tentar mudar de profissão.

O estudo identificou ainda que 90% dos dentistas do NHS têm enfrentado estados de ansiedade quanto ao risco de reclamações, e muitos sentem que não têm condições nem tempo para prestar o nível de cuidados que pretendem.