Médicos Dentistas

Sedação consciente e harmonização facial devem ser regulamentadas, defendem dentistas

Estudo avalia riscos de sedação com óxido nitroso

Os médicos dentistas nacionais elegeram a sedação consciente (64,67%), a harmonização facial (56,53%) e a gestão de unidades de saúde (39,10%) como as competências que pretendem ver, brevemente, regulamentadas. Os resultados foram obtidos a partir de um inquérito enviado pela Ordem dos Médicos Dentistas (OMD) à classe.

Os médicos dentistas sugeriram, também, a implementação de outras novas competências, com destaque para a disfunção temporomandibular e a dor orofacial.

O questionário faz parte de uma estratégia da OMD que visa implementar competências setoriais dos médicos dentistas com o objetivo de “acompanhar a evolução dos conhecimentos técnicos e científicos”, explicou a entidade no seu website. Com este propósito, a ordem que representa os médicos dentistas realizou também conferências enquadradas na temática Na Ordem do Dia no seu 28.º Congresso, que decorreu em meados de novembro, onde pôde recolher o retorno dos seus membros sobre as áreas prioritárias a regulamentar.

“A Ordem pretende contribuir para o alargamento dos horizontes da medicina dentária, oferecendo aos seus membros ferramentas adicionais num contexto crescentemente competitivo e valorizador da profissão e das competências que lhe são reconhecidas. De igual forma, é mais um passo para o utente reconhecer o papel do médico dentista na saúde em geral e na qualidade de vida”, lê-se em notícia publicada no site da OMD.