SNS

Dentistas dos centros de saúde vão estar disponíveis para mais utentes

fotografia na medicina dentária

Depois de ter chegado aos primeiros centros de saúde do país em setembro de 2016, o projeto do Governo para ter dentistas nos centros de saúde portugueses vai chegar a mais pessoas. A notícia foi avançada por uma norma publicada esta quarta-feira (15 de fevereiro) pela Direção-Geral da Saúde, que indica que o projeto será “alargado a todos os utentes inscritos nos ACES onde decorrem as experiências piloto, não havendo qualquer restrição de patologia clínica”, como existia até agora.

Assim, todos os utentes inscritos nos centros de saúde de Montemor-o-Novo, Portel, Monte da Caparica, Moita, Fátima, Salvaterra de Magos, Cartaxo, Rio Maior, Azambuja, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Lourinhã e Mafra-Ericeira passam a poder aceder ao médico-dentista, mas as consultas terão que ser pedidas pelo médico de família.

Até agora, estas consultas estavam disponíveis apenas para utentes com problemas de saúde crónicos ou faixas da população em alguma situação de vulnerabilidade social, como é o caso de diabéticos, pacientes com patologias cardíacas ou respiratórias, insuficiência renal em hemodiálise ou diálise peritoneal e transplantados.

De acordo com o jornal Expresso, no ano passado 3396 doentes foram encaminhados para o dentista graças a este programa, tendo sido realizadas 5316 consultas de saúde oral.